DEVOLUÇÕES e GARANTIAS:

Prazo para a devolução é de 14 dias após o recepção da encomenda, conforme o artigo de direito de resolução.

  • Jantes apenas só aceites com devolução caso as mesmas estejam em caixa conforme enviado.
  • Não são aceites devoluções de jantes por falta de compatibilidade em medidas com o veiculo.

Todos os produtos tem garantia de 2 anos (Em caso de defeito de fabrico)

Envios:

O valor dos portes atribuídos pelo site são única e exclusivamente atribuídos para o continente Português (Exclui ilhas e restantes países)

*Oferta do envio em compras superiores ou iguais a 250€ mediante pagamento da totalidade do valor da encomenda.

AVISO IMPORTANTE: A Loja Das Jantes NÃO SE RESPONSABILIZA POR QUALQUER DANO QUE POSSA OCORRER DURANTE O TRANSPORTE DA MERCADORIA ENVIADA PELO QUE RECOMENDAMOS QUE ESTA SEJA SEMPRE VERIFICADA NO ACTO DA ENTREGA.

A Loja Das Jantes não se responsabiliza por coimas aplicadas aos clientes relativo ao material não certificado / homologado.

Disponibilidade:

As encomendas registadas no site está sujeita à disponibilidade dos respectivos produtos (Indicado sempre antes ou apos a compra).

O “Cliente” tenta assegurar que todos os artigos colocados à venda no site estão em stock. No entanto por “defeito” temos os artigos aberto em “Em Stock”, assim como produtos a custo “0” que será sempre necessário pedido de cotação.

Contudo, a Loja das Jantes de Ricardo Cunha reserva-se no direito de não aceitar quaisquer encomendas ou cancelar encomendas já confirmadas para produtos ou serviços. Nestes casos a “Loja das Jantes” irá informar o “Cliente” de tal fato e procederá ao reembolso do valor pago.

O que é a resolução alternativa de litígios?

A resolução alternativa de litígios é a possibilidade que todos os consumidores têm ao seu dispor de recorrer e entidades oficiais que os ajudem na resolução, ou orientação de algum conflito, antes de abrirem processos litigioso nos Tribunais.
Regra geral, o procedimento é o seguinte: o cliente pede a um terceiro imparcial que intervenha como intermediário entre si e o comerciante que é o alvo da sua reclamação. O intermediário pode sugerir uma solução para a sua reclamação, impor uma solução a ambas as partes ou reunir as partes para encontrar uma solução.
Talvez conheça o conceito de resolução alternativa de litígios por outro nome: ‘mediação’, ‘conciliação’, ‘arbitragem’ ou ‘comissão competente no âmbito dos litígios de consumo’.
A resolução alternativa de litígios é, por norma, menos dispendiosa, menos formal e mais rápida do que a via judicial.

Sugestões de Entidades de Resolução Alternativa de Litígio

Home

Deixe uma resposta